Pássaros

expectativas-thumb-800x490-118221

O bico do seio dela é de um rosa salmão, de aréolas pequenas e de um rosa ainda mais claro circundando o bico, como uma cerca que o protegesse. São de um volume médio e o direito é um pouco maior que o esquerdo (uma diferença que apenas um olhar sutil ou equivocado poderia notar… não sei qual dos dois olhares é o meu…). Há uma estria ou outra em volta da aréola, mesmo ela nunca tendo amamentado, e isto nunca foi requisito para estrias: é simplesmente o marcar do tempo, o desenvolver-se, o mudar-se. Ser pele. O bico do seio dela, visto de perto, apresenta ondas suaves, quase como o vento soprando um lago em meio à mata; em um ponto ou outro, porém, tem-se a impressão de trajetos rasgados na rocha durante tempos imemoriais: cada sulco, por mínimo que seja, é uma história que não foi contada a ninguém, podendo ser uma história da biologia do corpo ou da biologia da alma enfrentando o mundo.

Eu encaro o seio dela.

É bonito, mas penso que ela o achou insuficiente, de pouca importância, e por isto fez uma tatuagem. No seio esquerdo, a partir de onde a aréola com seu tom rosado começa, um ponto negro se destaca sobre a pele, como uma pinta. Após alguns milímetros, outro ponto negro se torna mais discernível, com pontas aparecendo. Outros milímetros mais e o que se vê, do que em tese seria o ponto negro inicial, é que o ponto se transformou em pássaro, talvez andorinha, não sei. Sei que, poucos centímetros após a aréola rosada uma nuvem de pássaros (andorinhas?) fazem um trajeto sobre seu seio esquerdo, se estendendo até próximo ao ombro.

No geral, tatuagens assim são pintadas nas costas. Soa-me sempre como algo rebelde, talvez como um desejo de despedida, um desejo de superação, um desejo de aceitação de si mesmo, sem que seja necessário encarar os olhos de quem questiona qual mensagem se quer passar com a tatuagem. Eu disse “soa-me”, mas eu não entendo nada de tatuagens. Sei, observando, que o peito dela é bonito como o seio de toda mulher, independente de como seja: a beleza de um seio está além da pele ou da cor de sua aréola. É o olho do homem ou da mulher que o encara que cria sua beleza.

Não vejo apenas beleza no seio dela. Vejo uma revoada de pássaros que brotam a partir de uma aréola rosa que protege um bico na cor salmão. E, vendo estes pássaros que encerram seu voo próximo ao ombro dela, imagino que eles desaparecem para dentro de sua pele e que revoam dentro dela.

A tatuagem dela, então penso, é um portal para seu coração.

MARCOS SILVA

Anúncios

3 comentários em “Pássaros”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s