POEMA DE AMOR

290290.jpg

Hoje escreverei um poema de amor.

Cantarei em palavras os pássaros em revoada e o perfume das flores.
E, no jardim que te dei, farei da lua outra flor
usando o mesmo encanto que, por um instante, te prendeu a mim.
Direi, das criaturas todas, os silêncios e as sílabas inaudíveis dos sonhos.
Criarei, sobre a pele nua, mapas;
e saciarei minha sede em úmidos rios que brotam de fontes secretas.
Escreverei que tudo importa;
que o amor é meu guia;
e o céu é azul e infinito mesmo além do céu.
Com o toque de meus dedos, estrelas brilharão eternamente em teu olhar.
E, encarando tua boca, direi que o mundo é pouco – tudo é pouco -,
perante a beleza do encontro dos que se amam.

Hoje escreverei um poema de amor.

Mas não viverei o amor…

MARCOS SILVA

Anúncios

4 comentários em “POEMA DE AMOR”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s