LONGE

tumblr_inline_mwl4rkpaI71qjsh3v.jpg

Longe do que éramos (do que somos?),
os dias tornaram-se séculos de obscuridade;
a solidão imemorial das pedras,
o vento silente dos túmulos,
a rosa murcha no sorriso dos mortos.
E espera…

Juntos, os dias eram flores e chuviscos;
completo, eu vivia perdido entre teus dedos,
nos caprichos de teu quadril,
nas múltiplas cores e desníveis de teu corpo
e na úmida e tênue esperança que nos unia.

Quem era eu, então?

E o que sou agora?

MARCOS SILVA

Anúncios

3 comentários em “LONGE”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s