ETERNO

eterno

Neste instante, em que te fazes névoa,
a sensação de ter tocado em tua pele resta apenas nos rastros do passado.
Palavras perdem o sentido, e o silêncio, longe da calma, passa a ser dor e imensidão.
Neste instante, o sol brilha, mas o que ele toca é a pele de um morto que caminha.
Os olhos já não podem enxergar os pássaros que prenunciaram um canto.

Distantes, eternamente ausentes um do outro, somos dois cadáveres perdidos no meio do caminho de uma história nunca escrita

 

MARCOS SILVA

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s